Sign In

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE ITAQUAQUECETUBA


Dirigente: Marli Rodrigues Siqueira
Rua Jundiaí, 84 - Vila Monte Belo
CEP 08577-320 - Itaquaquecetuba - SP – Brasil
Email: deitq@educacao.sp.gov.br
Telefone: (11) 4732-9500
A+
A-

​​Publicado em 30/12/2016 e retificado em 18/01/2017​​

EDITAL DE CREDENCIAMENTO DE DOCENTES PARA POSTO DE TRABALHO DE VICE-DIRETOR PROGRAMA ESCOLA DA FAMÍLIA 2017

A Dirigente Regional de Ensino de Itaquaquecetuba, com base na Resolução SE 53/2016, alterada pela Resolução 73/2016 e Decreto 43.409/98, no uso de suas atribuições legais, torna público Edital para credenciamento dos interessados em exercer a função de VICE-DIRETOR do PROGRAMA ESCOLA DA FAMÍLIA (PEF) da Diretoria de Ensino Região de Itaquaquecetuba.

1-     DAS INSCRIÇÕES:

Período: 16/01 a 18/01/2017 - Prorrogado até 20/01/2017

Local: Coordenação Regional do PEF na Diretoria de Ensino de Itaquaquecetuba.

Telefone: 4732-9510

Entregar :

Ø  Cópia de RG

Ø   Diploma de Pedagogia

Ø   Declaração de que possui mais de 05(cinco) anos no Magistério

Ø   Currículo Atualizado

Ø   Projeto de Trabalho

2. Dos requisitos para o exercício da função:

Respeitado o perfil profissional de que trata o artigo 8º desta resolução, a designação como Vice-Diretor da Escola da Família deverá contemplar o docente que possua vínculo com esta Secretaria da Educação, estando devidamente inscrito e classificado para o processo anual de atribuição de classes e aulas, observada a seguinte ordem de prioridade:

I - titular de cargo readaptado;

II - ocupante de função atividade readaptado;

III - titular de cargo na condição de adido;

IV - ocupante de função atividade que esteja cumprindo horas de permanência;

V - demais docentes titulares de cargo e ocupantes de função atividade do quadro permanente.

 

  •         Ter, no mínimo, 05 (cinco) anos de exercício no Magistério Público Estadual e Licenciatura Plena em Pedagogia com habilitação em Administração Escolar ou equivalente;
  • Conhecer e atender aos critérios estabelecidos Decreto 43.409/98, Resolução SE 53/2016, Resolução SE 73/2016 e Decreto nº 48.781/2004 e demais diretrizes e procedimentos para consolidação do referido Programa;
  •  Conhecer os quatro eixos norteadores do Programa Escola da Família: saúde, qualificação para o trabalho, esporte e cultura;
  • Ter capacidade de mediação de conflitos e articulação de ações e projetos;
  • Experiência e/ou empenho na organização e promoção de comunidades;
  • Facilidade em buscar parcerias para o desenvolvimento do Programa Escola da Família;
  • Possuir disponibilidade para atuação, nos finais de semana e orientações técnicas nos Órgãos Centrais de Coordenação do Programa Escola da Família;
  • Submeter-se a entrevista com a Coordenação Regional do Programa Escola da Família e Equipe Gestora da Escola que procederá a indicação/ou não para a designação da função.

 

2.2. Das principais atribuições:

Ø  Abrir a unidade escolar às 9 horas e fechá-la às 17 horas, aos sábados e domingos;

Ø  Acolher a comunidade, bem como os educadores universitários e os voluntários;

Ø  Diagnosticar a realidade da comunidade escolar, inclusive na identificação de serviços públicos locais, e, com base nos dados levantados, executar as ações do PEF, observando o cronograma estabelecido pela Coordenação Regional e Geral;

Ø  Orientar, acompanhar e avaliar a elaboração de projetos dos Educadores Universitários e dos voluntários;

Ø  Organizar a Grade de Atividades, com programação dinâmica e contextualizada, relacionada aos eixos: cultura, saúde, esporte e trabalho, articulada com a Proposta Pedagógica da Escola, divulgando-a para a comunidade intra e extraescolar, bem como escalonar os horários de almoço dos membros do Programa, aos sábados e domingos, a fim de que o atendimento a comunidade não sofra interrupção;

Ø  Participar das reuniões de trabalho pedagógico coletivo, realizadas na unidade escolar (ATPCs), com a finalidade de promover a integração entre as ações do PEF e a Proposta Pedagógica da Escola, divulgando as ações, projetos e parcerias do Programa e estimulando a articulação do corpo docente com os educadores do PEF;

Ø  Participar das reuniões do Conselho de Escola, na conformidade do que dispõe a legislação pertinente, com o objetivo de articular as ações do PEF;

Ø  Atender às convocações para participar de reuniões promovidas pelas Coordenações Regional e Geral do Programa;

Ø  Promover o envolvimento e a participação do Grêmio Estudantil no PEF, tornando-o parceiro nas atividades desenvolvidas aos finais de semana;

Ø  Exercer ações preventivas e conciliadoras, na unidade escolar e junto à comunidade no âmbito do Programa, tais como: mediar conflitos no ambiente escolar; orientar, quando necessário o aluno, a família ou os responsáveis, quanto à procura de serviços de proteção social;

Ø  Planejar e executar ações, em conjunto com a Coordenação Regional, que visem ao estabelecimento, manutenção e reconhecimento de parcerias e à busca da adesão de voluntários;

Ø  Orientar os participantes sobre a aquisição de materiais para as atividades e a prestação de contas à comunidade escolar e aos órgãos centrais da Pasta;

Ø  Utilizar os espaços escolares e equipamentos, disponibilizados pelo Diretor de Escola da unidade, para desenvolvimento dos projetos do PEF e assegurar local adequado para o armazenamento dos materiais adquiridos para as atividades;

Ø  Zelar pela conservação e manutenção do patrimônio público escolar, envolvendo, nessa ação, toda a comunidade;

Ø  Preencher relatórios, semanalmente, no Sistema Gerencial do Programa;

Ø  Lançar o registro de frequência dos Educadores Universitários, semanalmente, no Sistema Gerencial do Programa;

Ø  Comunicar previamente ao Diretor de Escola da unidade suas possíveis ausências, licenças e afastamentos de qualquer natureza, organizando-se com antecedência necessária a possibilitar a tomada de providências, no sentido de garantir que as atividades do Programa não sejam interrompidas e/ou prejudicadas; XVIII - garantir o cumprimento do disposto no artigo 6º da Resolução SE 45, de 01-09-2015.

Ø  Manter o Diretor de Escola da unidade devidamente informado sobre todos os assuntos relacionados ao PEF. Seção III Do Vice-Diretor da Escola da Família Subseção I Do Perfil Profissional e dos Requisitos para Designação

 

2.3. Da carga horária: Total de 40 (quarenta) horas semanais, sendo:

  • 8 (oito) horas cumpridas aos sábados;
  • 8 (oito) horas, cumpridas aos domingos;
  • 4 (quatro) horas a serem cumpridas em reuniões de planejamento e avaliação agendadas pela Coordenação Regional, às sextas-feiras das 8h e 15min as 12h e 15min;
  •  20 (vinte) horas cumpridas na Unidade Escolar, durante a semana letiva, incluindo a participação nas ATPCs, distribuídas em consenso com a Direção da Escola;

Ø  Vice-Diretor da Escola da Família terá assegurado seu descanso semanal, previsto constitucionalmente, em 1 (um) dia útil, podendo ainda, observado o princípio da isonomia e paridade, ter sua carga horária distribuída, além dos sábados e domingos, em apenas 3 (três) dias úteis, com obtenção de mais 1 (um) dia livre em seu horário de trabalho.

 

Itaquaquecetuba, 29 de dezembro de 2.016.

Marli Rodrigues Siqueira

Dirigente de Ensino​